Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Público_fórum_de_prevenção

UFG debate prevenção ao suicídio

Por Mariza Fernandes Santos. Criada em 11/06/18 17:44. Atualizada em 12/06/18 09:01.

Fórum de Prevenção ao suicídio ocorreu no último final de semana

Texto: Miguel Souza

Fotos: Adriano Justiniano

A Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG) e o Hospital das Clínicas (HC) promoveram, no último final de semana, o Fórum de Prevenção do Suicídio. A abertura do evento contou com a presenta do reitor da UFG, Edward Madureira Brasil.

Fórum_de_prevenção_abertura_Edward

A programação de abertura foi composta por uma palestra com o tema “Suicídio na atualidade: O retrato no Brasil e no mundo”, ministrada pelo médico Neury Botega, doutor em psiquiatria. O profissional salientou a importância de se discutir sobre o assunto em nossa sociedade, principalmente para profissionais da educação, tendo em vistas que o número de jovens que tentam suicídio é maior em relação a outras faixas etárias.

Neury Botega também abordou a dificuldade de se adquirir dados sobre o número de mortes por suicídio em nosso país. Segundo ele, muitos dos dados de cidades do interior não chegam fielmente para o Ministério da Saúde, seja pela logística, ou pelo fato de que os números não são definitivos, pois os laudos podem demorar a constatar de fato o suicídio como causa da morte.

Destacando a situação como um problema de saúde pública, Botega lembrou a violência da sociedade brasileira, e como por anos o problema do suicídio foi deixado de lado pelo meio midiático. Segundo ele, a situação tem se alterado aos poucos, pois agora o assunto se torna mais discutido pela mídia hegemônica.

Neury_Botega

O palestrante Neury Botega apresentou diversos dados sobre o suicídio no Brasil

O Brasil está em oitavo lugar entre os países com maior índice de suicídios. Dentre os grupos mais afetados estão os indígenas, agricultores e policiais. Pesquisas indicam ainda um aumento no número de jovens do sexo masculino que se mataram entre 2002 e 2012. O índice de suicídios adolescentes grávidas também é alto, por isso o palestrante enfatizou a importância do acompanhamento psicológico durante o pré-natal.

A respeito da prevenção ao suicídio, Neury Botega destacou a importância da conscientização, a necessidade de se falar sobre o assunto e o papel de campanhas como o Setembro Amarelo, além do atendimento do Centro de Valorização da Vida.

Categorias : Última Hora

Listar Todas Voltar