Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Oficina Parkinson

Centro de Eventos sedia workshop sobre doença de Parkinson

Por Kharen Stecca. Criada em 13/04/18 17:58.

Projeto Vibrar visa informar para extinguir estigma sobre a patologia

 

Texto: Caroline Brandão

Fotos: Amanda de Oliveira

Evento Parkinson

O Terceiro Workshop Vibrar com Parkinson começou nesta sexta-feira, 13/4, e vai até o sábado oferecendo atividades e informações sobre a doença crônica para pacientes e simpatizantes à causa. O evento contou com a presença da vice-reitora, Sandramara Martins, na abertura e com uma palestra sobre o assunto, além do ator Raphael Montagner. Durante os dois dias, é oferecido aos presentes rodas de conversa, oficinas de arte, atividades físicas e fisioterapias, atividades com música e apresentações de tratamentos. Em 2015, o projeto Vibrar foi cadastrado como projeto de extensão na UFG e tem como principais objetivos pensar campanhas de divulgação e capacitação.

Parkinson evento

Para Danielle Ianzer, presidente do comitê organizador do evento e idealizadora do projeto social Vibrar, é possível ter uma vida ativa mesmo com o chamado “mal’ de Parkinson. Portadora da doença há mais de dez anos, a presidente afirma que a doença também atinge pessoas com menos de 50 anos, o que ainda é pouco divulgado. “Depois de passar por muitas dificuldades, eu comecei a encontrar pessoas como eu, jovens perdidos procurando informação. Decidi ajudar e criar um projeto para isso. O nosso auxílio é forte em divulgação virtual, mas também temos eventos anuais”. Segundo Danielle, quando se trata de doenças neurodegenerativas, “o melhor remédio é a informação” .

Oficina Parkinson

O Parkinson é uma doença neurológica crônica e degenerativa causada pela falta de dopamina no cérebro. Os pacientes apresentam sintomas como lentidão nos movimentos, tremores, principalmente em momentos de repouso, rigidez nos membros e curvatura postural, além de dificuldades na fala. Por não ter cura, a doença é retardada com remédios e tratamentos: fisioterapia e acupuntura são exemplos.

Fonte : Secom UFG

Categorias : Última hora

Listar Todas Voltar