Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Posse EA

Escola de Agronomia tem nova direção

Por Carolina Melo. Criada em 05/02/18 12:53. Atualizada em 06/02/18 11:50.

Professores Marcos Gomes da Cunha e Cláudio Fernando Cardoso assumem, respectivamente, a diretoria e a vice-diretoria

Texto: Carolina Melo

Fotos: Ana Fortunato

A nova diretoria da Escola de Agronomia (EA) tomou posse em solenidade realizada na manhã de hoje (5/2). Os professores Marcos Gomes da Cunha e Cláudio Fernando Cardoso assumiram, respectivamente, a diretoria e a vice-diretoria. Durante a cerimônia, os novos desafios do ensino-aprendizagem, assim como a necessidade de integração da unidade acadêmica e a construção de uma universidade com mais diálogo e inclusão foram alguns dos temas que nortearam a fala dos gestores e atual diretor.

Professor Marcos Gomes, diretor da EA, destacou a importância de se repensar o processo de ensino-aprendizagem a partir das novas tecnologias de informação e comunicação, visando aproximar professores e discentes por meio de práticas menos hierarquizadas.  Ao citar o professor Sidney Challoub, do departamento de História da Unicamp, afirmou que “a diferença entre professor e aluno é circunstancial, temporal e momentânea” e o “excessivo apego à hierarquia e seus tradicionais rituais pode aniquilar a possibilidade do conhecimento enquanto prática crítica e transformadora”. Após questionar a sala de aula tradicional, sugeriu a possibilidade de construção de disciplinas com conteúdos ministrados à distância e, por outro lado, de caráter multidisciplinar, que une mais de um docente em sala de aula para trabalhar conteúdos correlacionados.

Posse EA

Reitor Edward Madureira (centro), ladeado pelo atual diretor Marcos Gomes (esquerda) e vice-diretor, Cláudio Cardoso (direita)

A integração entre docentes, discentes e técnicos a partir da unidade acadêmica também foi destaque no discurso do atual diretor da EA, Marcos Gomes. Segundo o professor, deve haver uma “constante interação, colaboração e evolução técnico-científica” em benefício do projeto pedagógico do curso. “Sabemos que não é tarefa fácil, mas estamos dispostos a trabalhar para facilitar e melhorar a qualidade de nossas atividades acadêmicas”, disse.

O pró-reitor de Administração e Finanças e ex-diretor da Escola de Agronomia (EA), Robson Maia Geraldine, desejou sucesso à nova diretoria para “cumprir a missão de conduzir a unidade acadêmica em tempos de adversidades políticas e econômicas”. Relembrou o desafio de sua gestão, que assumiu como prioridade garantir a qualidade de vida no trabalho acadêmico. E destacou a construção da Sala de Convivência, espaço destinado à integração e à convivência e que permitiu a aproximação dos docentes. Segundo o professor, entre os resultados colhidos estão a amplificação dos grupos de estudo. “Tínhamos entre três ou quatro grupos de estudo, e hoje temos mais de 26 grupos formados pela vontade dos alunos de conhecerem de forma mais aprofundada determinadas áreas. Devemos isso a nossa aproximação e ao diálogo aberto, que contribui para o nosso desenvolvimento”, afirmou.

Em sua fala, o reitor Edward Madureira ressaltou o papel das instituições que, segundo ele, deve ser direcionado pelo interesse comum da sociedade. Nesse sentido, destacou a construção de uma universidade com mais diálogo, entre as unidades acadêmicas, e mais inclusiva. “A universidade que a gente sonha é aquela que rompe os limites das unidades acadêmicas. Para além de multiplicar os espaços e laboratórios, devemos atuar com o que a gente já conquistou, de forma dialógica e integrada entre as unidades”.

O reitor ainda fez a defesa da universidade pública e gratuita e ressaltou a necessidade de expandir e garantir o acesso cada vez mais inclusivo. “Observamos as muitas tentativas de desqualificar o ensino superior gratuito brasileiro. Não podemos perder de vista que as instituições públicas são a única forma de alcançar nossos objetivos de ensino qualificado. Precisamos incluir, garantir a gratuidade, a democracia e o referencial social. Essa universidade só existe em função da sociedade. Essa é a tônica de nossa gestão”, afirmou.

Posse EA

Participaram da cerimônia docentes, discentes, técnicos-administrativos e terceirizados

Também estiveram presentes na solenidade de posse, a vice-reitora Sandramara Matias Chaves, o ex-diretor da Escola de Agronomia (EA), Wilson Mozena, o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea) de Goiás, Francisco Almeida, representante da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fernando Magela, o superintendente federal de Agricultura em Goiás, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), José Eduardo de França, a coordenadora do curso de Agronomia do Centro Universitário de Goiás Uni-Anhanguera, Luciana Domingos Bitencourt e o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Goiás (AEAGO), José de Souza Reis Filho.

Categorias : última hora Posse Diretoria Escola de Agronomia EA

Listar Todas Voltar