Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
posse faculdade de medicina_capa

Defesa da universidade pública marca posse na Medicina

Por Patricia Veiga. Criada em 25/01/18 11:40. Atualizada em 25/01/18 12:39.

Cerimônia de troca da diretoria foi realizada na noite de quarta-feira, 24/1

Texto: Patrícia da Veiga

Fotos: Ana Fortunato 

Em solenidade realizada na quarta-feira (24/1), no Teatro Asklepiós, tomaram posse como diretor e vice-diretor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (FM/UFG), respectivamente, os professores Antônio Fernando Carneiro e Waldemar Naves do Amaral. Eleitos em consulta à comunidade interna (composta por estudantes, docentes, técnico-administrativos e terceirizados) e nomeados pelas portarias 394 e 396/2018, eles se comprometem com a gestão da unidade até 2021.

Na oportunidade, o reitor da UFG Edward Madureira Brasil falou sobre a situação política e econômica pela qual passa o país, defendendo a importância de toda a comunidade universitária estar unida. “Vivemos um momento muito difícil e não podemos deixar de registrar isso. Momento em que a democracia e os direitos individuais são golpeados todos os dias, a universidade pública é desconhecida e os reitores são conduzidos coercitivamente. Estamos diante de um ataque muito forte às nossas instituições e é preciso estarmos muito coesos”, alertou.

Madureira na Medicina

Professor Edward Madureira Brasil convida a comunidade a lutar pela universidade pública

O reitor sublinhou as dificuldades que a gestão vem enfrentando com a vigência da Emenda Constitucional n° 95, que delimita o teto de gastos para a administração pública nos próximos 20 anos. “O Brasil precisa tomar uma decisão muito séria: ou, no próximo ano, nós revertemos essa famigerada Emenda que nos restringe qualquer possibilidade de crescimento, ou nós seremos apenas o país de uma promessa. Estamos em uma situação em que não podemos aumentar uma vaga sequer nas universidades. O nosso orçamento, a cada ano, é menor. Tudo isso por causa de lei que precisa ser derrubada. Caso contrário, estaremos deixando 83% dos jovens de 18 a 24 anos fora do acesso ao ensino superior”, desafiou.

Madureira concluiu seu pronunciamento convidando a Faculdade de Medicina a defender a educação pública, a ciência e a tecnologia. “Meu pedido é que, em cada ato de docentes e técnicos dessa universidade, fique claro que estamos em uma instituição pública. Desconfio que nossos pacientes internados no Hospital das Clínicas, por exemplo, podem não saber que estão dentro de uma universidade federal. Precisamos dar visibilidade a isso”, ressaltou.

Homenagem

Durante a cerimônia de posse da nova diretoria da FM, a professora Fátima Maria Lindoso da Silva Lima, que assumiu unidade de 2014 a 2017, foi presenteada com uma placa de agradecimento. “Tivemos, nesses anos de convivência direta, a segurança de sua presença ao mesmo tempo firme e terna que só nos encorajava a seguir em frente. A senhora nos deixa um legado de eficiência e competência em sua gestão”, proferiu a servidora técnico-administrativa Izildinha Alves da Silva Jorge. Emocionada, Fátima Maria partilhou seus sentimentos com o público, dizendo "estar dividida entre a alegria e paz, pelo trabalho cumprido, e o vazio e a tristeza, por ainda desejar servir à unidade”.

Fátima Maria e Izildinha

Ex-diretora Fátima Maria recebe homenagem da servidora técnico-administrativa Izildinha Jorge

Em seu discurso de entrega de cargo, a professora lembrou dos desafios que enfrentou nos últimos quatro anos, tais como: a implantação do novo projeto político-pedagógico do curso de Medicina; a integração das áreas médicas; as novas edificações; e o impulsionamento das ações de ensino, pesquisa e extensão. “Tivemos, em 2017, a nota máxima no processo de avaliação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Isso significa que estamos no caminho certo e, ainda, entre as dez melhores Faculdades do país”, destacou.

Casa de Francisco

Fundada em abril de 1960 por Francisco Ludovico de Almeida Neto, a FM também é conhecida como “casa de Francisco”. Com o objetivo de preservar sua memória, a unidade formou ontem uma tribuna de honra, convidando seus ex-diretores a participarem da posse. Estiveram presentes, representando todos os que já passaram pela casa, os médicos e professores Custódio dos Reis, Celmo Celeno Porto, Maurício Sérgio Brasil Leite, Paulo César Brandão Veiga Jardim e Heitor Rosa.

Fernando Carneiro, em sua primeira fala como diretor, lembrou dos pioneiros da “casa de Francisco”, homenageou os que ali estavam e agradeceu à última administração. “Realizar uma gestão com planejamento estratégico, com indicadores e análise de resultados, amparado em sugestões e experiências daqueles que se comprometerem com o objetivo de fazer crescer a Faculdade de Medicina é a proposta que trago”, anunciou.

Antônio Fernando Carneiro

Fernando Carneiro é o novo diretor da Faculdade de Medicina

O evento contou ainda com a apresentação de um duo pianístico formado pelas professoras da Escola de Música e Artes Cênicas da UFG (EMAC) Consuelo Quireze e Maria Lúcia Roriz. Elas interpretaram peças de bolero de Moritz Moskovsky e Francisco Mignone.

Consuelo Quireze e Maria Lúcia Roriz ao piano

Consuelo Quireze e Maria Lúcia Roriz ao piano

empossados medicina

Fernando Carneiro, Edward Madureira, Fátima Maria Lima e Waldemar do Amaral

Categorias : Última hora Posse Faculdade de Medicina

Listar Todas Voltar