Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Semic 2017

Mesa-redonda sobre corpo e subjetividade abre Semic e Feicom

Por Luiz Felipe Fernandes Neves. Criada em 19/10/17 12:45. Atualizada em 20/10/17 08:30.

Eventos ainda terão apresentação de trabalhos de graduação e pós-graduação e oficinas até sexta-feira (20/10)

Texto: Luiz Felipe Fernandes

Fotos: Ana Fortunato

"Não existe corpo que não seja constituído e habitado por afetos e ideias". Foi nessa perspectiva relacional, do corpo definido na conexão com outros corpos, que a professora de Psicologia Adriana Rosa, da Universidade Federal Fluminense (UFF), abriu os trabalhos, na manhã desta quinta-feira (19/10), do XI Seminário de Mídia e Cidadania e IX Seminário de Mídia e Cultura (Semic) da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás (FIC/UFG), eventos que esse ano são realizados em conjunto com a Feira de Informação e Comunicação (Feicom).

Ao discorrer sobre as políticas de subjetivação do corpo, Adriana afirmou que aquilo que nós somos é constituído em um plano coletivo de produção de sentido. Dessa forma, não há separação entre o eu e o mundo, o que significa que não somos seres atomizados, isolados. "O corpo é uma ficção gerada pela racionalidade ocidental", explicou.

A professora apresentou a experiência da artista Lygia Clark que, na década de 70, desenvolveu um método de experiência sensorial a partir do que chamou de objetos relacionais. Colocados em contato com diferentes partes do corpo dos participantes, tais objetos despertavam sensações relacionadas à produção subjetiva dos próprios corpos. A proposição estética da atividade era justamente os efeitos de subjetivação. A experiência acabou sendo aplicada com sucesso inclusive com pacientes psiquiátricos.

Por fim, Adriana abordou a construção do corpo no contexto da sociedade de consumo capitalista, cuja essência empresarial provoca uma "diminuição substancial da existência". Para a professora, a razão de mundo financeirizada nos torna empresários de nós mesmos, incentivando práticas individualizadas e competitivas. "O corpo é anestesiado na sua capacidade política de criação. Precisamos desencarcerar a vida presa nos corpos", concluiu.

Semic 2017

Professora de Psicologia da UFF, Adriana Rosa falou sobre a produção de sentidos na constituição do corpo

Semic e Feicom
Na solenidade de abertura, a coordenadora da Feicom, Laura Rezende, destacou o interesse dos estudantes de graduação da FIC na submissão de trabalhos e inscrição nas oficinas. Para a professora, eventos como estes são importantes para apresentar o que tem sido produzido na Universidade, para agregar conhecimento e compartilhar experiências. No mesmo sentido, a coordenadora do Semic, Suely Gomes, ressaltou o desafio de integrar os eventos, com o apoio dos estudantes de pós-graduação, com o objetivo de contribuir para a formação acadêmica e profissional.

O coordenador do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da FIC, Tiago Mainieri, lembrou que o Semic tornou-se um evento nacional a partir desta edição. A conquista, segundo ele, vem na esteira do esforço coletivo de professores, estudantes e técnicos administrativos, que contribuíram de forma decisiva para que o Mestrado em Comunicação tivesse sua nota aumentada para 4 na última avaliação da Capes.

Semic 2017

Semic e Feicom reúnem trabalhos de graduandos e pós-graduandos na área de Comunicação

Falando sobre o tema do Semic – Disputas na sociedade midiatizada: controvérsias, conflitos e violências –, a diretora da FIC, Angelita Lima, ressaltou o desafio dos pesquisadores da área da Comunicação de dar respostas para uma realidade complexa, entremeada pela tecnologia. "Precisamos ter ferramentas metodológicas para mapear essa realidade e ajudar a construir uma sociedade melhor para nós e para o outro", destacou.

A programação do Semic e da Feicom inclui apresentação oral de trabalhos e pesquisas de pós-graduação em oito Grupos de Trabalho, apresentação de pôsteres de estudantes de graduação, oficinas, exposição e lançamento de livros. Na manhã de sexta-feira (20/10) será realizada a mesa-redonda com a professora Cremilda Medina, da Universidade de São Paulo (USP).

Confira aqui a programação completa.

Fonte : Ascom/UFG

Categorias : Última Hora SEMIC

Listar Todas Voltar