Weby shortcut
Bandeira Reino Unido
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
glaysonarcanjo_capa

Sintomas Estéticos do Plural 2 reabre Galeria da FAV

Por Patricia Veiga. Criada em 16/10/17 12:06. Atualizada em 16/10/17 12:22.

Até 14/11 o público pode conferir exposição sobre memória, corpo e cidade

Texto: Patrícia da Veiga

Fotos: Ana Fortunato

Escoras de madeira postas na entrada de um salão localizado na Escola de Música e Artes Cênicas (Emac) pode fazer um desavisado pensar que o local está em obras. Na verdade, o objeto está ali intencionalmente, sugerindo um movimento de reconstrução. O trabalho é de autoria do professor do Bacharelado em Artes Marcos Soares e foi proposto de modo processual (podendo mudar de formato e de lugar), acompanhando o momento atual da Galeria da Faculdade de Artes Visuais (FAV). O espaço reabriu suas portas na última terça-feira (10/10) com a exposição Sintomas Estéticos do Plural 2.

maria tereza gomes

Disponível ao público até 14/11, a mostra reúne trabalhos de 15 professores da FAV, que retomam a parceria estabelecida em 2014. A ideia é apresentar à comunidade o que os artistas vêm criando a partir de sua relação com a docência. “Ao mesmo tempo em que lidamos com a sala de aula, com projetos de pesquisa e extensão e com a gestão acadêmica, também somos artistas e fazemos nossas criações dialogarem com o cotidiano. Essa é uma característica de nosso trabalho. Precisamos evidenciá-la”, afirma o professor Rubens Pileggi, que assina a curadoria da exposição juntamente com a professora Selma Parreira.

galeria da FAV_abertura

Sintomas Estéticos do Plural 2 traz uma seleção eclética de temáticas, abordando a memória, o corpo humano e a cidade. Os meios expressivos são diversos: vão da gravura à pintura, da escultura aos objetos e instalações de arte. O nome da exposição busca fazer uma relação metafórica entre arte e cirurgia, pensando até que ponto o agrupamento das obras revela um conjunto cujas partes estão em relação umas com as outras - ou até que ponto é possível aproximá-las, tornando este corpo coeso e íntegro.

edgar franco

O resultado de nove anos de convivência com a comunidade Kalunga, em Cavalcante, por meio do projeto de extensão Girau de Saberes, fez com que a professora Maria Tereza Gomes, por exemplo, levasse para a Galeria um conjunto de infusões, bebidas, desenhos, cheiros e adornos. “É uma forma de homenagear as pessoas que me receberam e me ensinaram tanta coisa”, afirmou.

cha_mariatereza

Recordações da antiga fábrica da família são fios condutores para Selma Parreira pintar sobre luzes e sombras. Odinaldo da Costa, com um conjunto de fotografias intitulado Retorno a Itabaiana, também recorre à memoria, revisitando lugares da infância. Experimentações com fotografia e fragmentos do passado igualmente instigaram o professor e artista Glayson Arcanjo a produzir a série Arquivos de Destruição. Outros nomes que cedem suas obras são Adriana Mendonça, Anahy Jorge, Edgar Franco, Eliane Chaud, Zé César, Manoela dos Anjos, Patrícia Godoy e Patrícia Osses.

odinaldo costa

A Galeria da FAV está localizada no Câmpus Samambaia, ao lado do prédio da Emac. Seu funcionamento se dá em horários diversos: às segundas e sextas, das 8h às 18h, e às terças, quartas e quintas-feiras, das 14h às 18h. A entrada é gratuita.

zecesar

Categorias : Última Hora arte Exposição Galeria da FAV

Listar Todas Voltar