Weby shortcut
Bandeira EUA
Youtube da UFG
Instagram da UFG
Picasa da UFG
Radio universitária
TV UFG
Segurança

Experiência da UFG é debatida em Seminário Nacional de Segurança

Por Angélica Queiroz. Criada em 03/10/17 09:21. Atualizada em 03/10/17 15:04.

Evento segue até a próxima sexta-feira (6/10)

Segurança

Texto: Angélica Queiroz

Fotos: Carlos Siqueira

A Política de Segurança da UFG, o aplicativo Minha UFG e a Central de Operações da Universidade foram assunto de discussão na tarde desta segunda-feira (2/10) durante o o XXVI Seminário Nacional de Segurança dos Institutos Públicos de Ensino Superior (IPES) e Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT). 

O diretor do Centro de Gestão do Espaço Físico da UFG (Cegef), Marco Antônio de Oliveira, representou a comissão de segurança que está elaborando a Política de Segurança da UFG, que já está em fase final, faltando apenas a aprovação do Conselho Universitário (Consuni). Ele contou sobre o processo de construção do documento que teve a participação de todas as regionais da UFG e lamentou a pouca participação da comunidade nas audiências públicas.

Segundo ele, os debates realizados foram essenciais para levantar pontos importantes como a necessidade de ocupar locais escuros e ermos, a urgência de resolver problemas de infraestutura, como falta de iluminação, e de investir em equipamentos eletrônicos, como câmeras, entre outros. "Entre nossos maiores desafios agora está o tráfico de drogas e as divergências sobre a presença ou não da polícia militar dentro da universidade", afirmou, lembrando que várias ações previstas na política já estão em andamento.

Segurança

Uma dessas ações é o aplicativo Minha UFG, que permite o registro online de denúncias. O professor do Instituto de Informática da UFG, Marcelo Quinta, explicou sobre o funcionamento do item do aplicativo, que notifica imediatamente a Central de Segurança da Universidade, para tomar as providências e solucionar o problema. Marcelo Quinta lembrou que a atenção ao item Segurança foi uma demanda da Reitoria da UFG e que uma equipe ainda está trabalhando para aperfeiçoar o sistema, com os desafios de separar chamados e ocorrências e gerar dados mais rápidos, além de melhorar o botão de pânico. "Precisamos também divulgar mais porque as pessoas têm que conhecer e saber usar essas funções", destacou. Para baixar o aplicativo acesse o link.

Segurança

O chefe da segurança institucional, Elias Magalhães mostrou como funciona a central de videomonitoramento da UFG e fez uma simulação de ação, para que os presentes pudessem entender como funciona, na prática, quando há um chamado. 

O evento continua até a próxima sexta-feira (6/10). Confira a programação.

Fonte : Ascom UFG

Categorias : Última Hora

Listar Todas Voltar